Lucas - Jesus, o Salvador Divino-Humano - Evangelho

Esboço
I - Prefácio (1.1-4)

II - A Vinda do Salvador (1.5—2.52)

A} - Anúncio do Nascimento de João Batista (1.5-25)
B} - Anúncio do Nascimento de Jesus (1.26-56)
C} - Nascimento de João Batista (1.57-80)
D} - Nascimento de Jesus (2.1-20)
E} - O menino Jesus no Templo (2.21-39)
F} - Jesus Vai ao Templo aos Doze Anos (2.40-52)

III - Preparação do Salvador para o Seu Ministério (3.1—4.13)

A} - Pregação de João Batista (3.1-20)
B} - Batismo de Jesus (3.21-22)
C} - Genealogia de Jesus (3.23-38)
D} - Tentação de Jesus (4.1-13)

IV - Ministério na Galiléia (4.14–9.50)

A} - Início do Ministério de Jesus e Rejeição em Nazaré (4.14-30)
B} - Cafarnaum: Jesus Manifesta a Sua Autoridade Divina (4.31-44)
C} - A Pesca Maravilhosa (5.1-11)
D} - Curando o Leproso (5.12-16)
E} - Desafio à Autoridade de Jesus (5.17-26)
F} - O Salvador dos Pecadores (5.27-32)
G} - Uma Nova Dispensação (5.33—6.49)
H} - Demonstração de Poder Divino (7.1—8.56)
I} - Jesus Outorga Poder aos Seus Discípulos (9.1-6)
J} - Herodes e João Batista (9.7-9)
L} - A Multiplicação dos Pães para Cinco Mil (9.10-17)
M} - A Confissão de Pedro e a Resposta de Jesus (9.18-27)
N} - A Glória do Salvador Revelada (9.28-50)

V - A Viagem Final de Jesus a Jerusalém (9.51—19.28)

A} - A Missão Redentora do Salvador (9.51–10.37)
B} - Jesus Ensina Sobre o Serviço e a Oração (10.38—11.13)
C} - Jesus Adverte a Oponentes e Seguidores (11.14—14.35)
D} - Parábolas Sobre Perdidos e Achados (15.1-32)
E} - Mandamentos de Jesus aos Seus Seguidores (16.1—17.10)
F} - Ingratidão de Nove Leprosos Curados (17.11-19)
G} - A Volta Repentina de Jesus (17.20—18.14)
H} - O Salvador, as Criancinhas e o Jovem Rico (18.15-30)
I} - Perto do Fim da Viagem (18.31—19.28)

VI - A semana da Paixão (19.29-23.56)

A} - Jesus Entra em Jerusalém (19.29-48)
B} - Jesus Ensina Diariamente no Templo (20.1—21.4)
C} - Jesus Prediz a Destruição do Templo e a Sua Volta (21.5-38)
D} - Preparativos Finais e a Última Ceia (22.1-38)
E} - Jesus em Getsêmani: Sua Oração e Traição (22.39-53)
F} - O Julgamento de Jesus pelos Judeus (22.54-71)
G} - O Julgamento de Jesus pelos Romanos (23.1-25)
H} - A Crucificação (23.26-49)
I} - O Sepultamento (23.50-56)

VII - Ressurreição e Ascensão (24.1-53)

A} - A Manhã da Ressurreição (24.1-12)
B} - As Aparições do Senhor Ressurreto (24.13-43)
C} - As Instruções de Despedida (24.44-53)

Autor: Lucas
Tema: Jesus, o Salvador Divino-Humano
Data: Data:     60-63 d.C.

Considerações Preliminares


O Evangelho segundo Lucas é o primeiro dos dois livros endereçados a um certo Teófilo (1.3; At 1.1). Embora o autor não se identifique pelo nome em nenhum dos dois livros, o testemunho unânime do cristianismo primitivo e as evidências internas indicam a autoria de Lucas nos dois casos.
Segundo parece, Lucas era um gentio convertido, sendo o único autor humano não-judeu de um livro da Bíblia. O Espírito Santo o moveu a escrever a Teófilo (cujo nome significa “aquele que ama a Deus”) a fim de suprir uma necessidade da igreja gentia, de um relato completo do começo do cristianismo. A obra tem duas partes: (1) o nascimento, vida e ministério, morte, ressurreição e ascensão de Jesus (Lucas), e (2) o derramamento do Espírito em Jerusalém e o desenvolvimento subseqüente da igreja primitiva (Atos). Esses dois livros perfazem mais de uma quarta parte do NT.
Pelas epístolas de Paulo sabemos que Lucas era um “médico amado” (Cl 4.14) e um leal cooperador do apóstolo (2 Tm 4.11; Fm 24; cf. os trechos em Atos na primeira pessoa do plural; ver a introdução a Atos). Pelos escritos de Lucas, vemos que ele era um escritor culto e hábil, um historiador atento e teólogo inspirado. Segundo parece, quando Lucas escreveu o seu Evangelho, a igreja gentia não tinha nenhum desses livros completo ou bem conhecido, a respeito de Jesus. Primeiramente Mateus escreveu um Evangelho para os judeus, e Marcos escreveu um Evangelho conciso para a igreja em Roma. O mundo gentio de língua grega dispunha de relatos orais de Jesus, dados por testemunhas oculares, bem como breves tratados escritos, mas nenhum Evangelho completo com os fatos na devida ordem (ver 1.1-4). Daí, Lucas se propôs a investigar tudo cuidadosamente “desde o princípio” (1.3), e, provaveLcente, fez pesquisas na Palestina enquanto Paulo esteve na prisão em Cesaréia (At 21.17; 23.23—26.32) e terminou o seu Evangelho perto do fim daquele período, ou pouco depois de chegar a Roma com Paulo (At 28.16).

Propósito


Lucas escreveu este Evangelho aos gentios para proporcionar-lhes um registro completo e exato de “tudo que Jesus começou, não só a fazer, mas a ensinar, até ao dia que foi recebido em cima” (At 1.1b,2a). Escrevendo sob a inspiração do Espírito Santo, sua intenção foi transmitir a Teófilo e outros convertidos e interessados gentios, com certeza, a plena verdade sobre o que já tinham sido oralmente inteirados (1.3,4). Lucas no seu Evangelho deixa claro que ele escreveu para os gentios. Por exemplo, ele apresenta a genealogia humana de Jesus, recuando-a até Adão (3.23-38) e não até Abraão, conforme fez Mateus (cf. Mt 1.1-17). Em Lucas, Jesus é visto claramente como o Salvador divino-humano, que veio como a provisão divina da salvação para todos os descendentes de Adão.

Visão Panorâmica


O Evangelho segundo Lucas começa com as narrativas mais completas da infância de Jesus (1.5—2.40), bem como apresenta o único vislumbre, nos Evangelhos, da juventude de Jesus (2.41-52). Depois de descrever o ministério de João Batista e apresentar a genealogia de Jesus, Lucas divide o ministério de Jesus em três seções principais: (1) seu ministério na Galiléia e arredores (4.14—9.50), (2) seu ministério durante a viagem final a Jerusalém (9.51—19.27); e (3) sua última semana em Jerusalém (19.28—24.43).
Embora os milagres ocupem lugar de destaque no registro de Lucas sobre o ministério de Jesus na Galiléia, o enfoque principal deste Evangelho consiste nos ensinos e parábolas de Jesus durante seu extenso ministério a caminho de Jerusalém (9.51—19.27). Esta é a maior seção de assuntos exclusivos de Lucas, e inclui muitas histórias e parábolas prediletas. O versículo determinante (9.51) e o versículo-chave (19.10) do Evangelho ocorrem no início e perto do fim dessa seção especial.

Características Especiais


São oito as características principais do Evangelho segundo Lucas. (1) Seu amplo alcance no registro dos eventos na vida de Jesus, desde a anunciação do seu nascimento até a sua ascensão. (2) A qualidade excepcional do seu estilo literário, empregando um vocabulário rico e escrito com um domínio excelente da língua grega. (3) O alcance universal do Evangelho — que Jesus veio para salvar a todos: judeus e gentios igualmente. (4) Ele salienta a solicitude de Jesus para com os necessitados, inclusive mulheres, crianças, os pobres e os socialmente marginalizados. (5) Sua ênfase na vida de oração de Jesus e nos seus ensinos a respeito da oração. (6) O notável título de Jesus neste Evangelho, a saber: “Filho do Homem”. (7) Seu enfoque sobre a alegria que caracteriza aqueles que aceitam a Jesus e a sua mensagem. (8) Sua ênfase na importância e proeminência do Espírito Santo na vida de Jesus e do seu povo (e.g., 1.15, 41, 67; 2.25-27; 4.1, 14, 18; 10.21; 12.12; 24.49).

visualizar imagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário